Masih

portal tibia
Inflação no Tibia: O jogo e Venezuela

8 posts in this topic

For english version, click here.

 

Como muitos, ou a grande maioria já sabe, a Venezuela está em uma crise econômica e sofrendo nas mãos do ditador Nicolás Maduro.
Está tendo comoção de vários lugares do mundo e saindo em muitas mídias sociais. Recentemente, o site Bloomberg Businessweek publicou uma nota sobre como alguns jovens estão sobrevivendo á essa crise...

Sobre a Bloomberg

Para quem não conhece o site, a Bloomberg L.P foi fundada por Michael Bloomberg em 1981, com a ajuda de Thomas Secunda, Duncan MacMillan, e Charles Zegar. 10 anos depois, a Bloomberg tinha feito mais de 10.000 instalações do serviço Bloomberg Professional (o Terminal), um serviço de dados e analytics de mercados inovador. Na mesma década, a Bloomberg abriu escritórios em todo o mundo e lançou o Bloomberg News. De forma regular, grandes jornais, como o New York Times, publicam artigos da Bloomberg News.

É conhecido em muitos países por falar sobre política e as notícias do mundo todo. Caso tenham mais interesses, também está disponível o site em português.

Captura-de-tela-2018-02-18-19.31.59.png


Mas vamos lá...

Conforme o site mencionado, os jogadores estão acordando cada vez mais cedo e disputam para usar computadores com monitores antigos e usar teclados gordurosos para passar horas jogando e ter um sustento melhor na vida real. E se um demora muito, outros reclamam e pedem para poder usar ou podem até mesmo persistir até que saia de seu lugar.

Há várias dessas pessoas que são formadas e não conseguem ter um salário decente em sua própria carreira e usam esses jogos como uma ajuda financeira. E como funciona? Eles passam horas jogando jogos como Tibia e RuneScape, acumulando dinheiro virtual e assim vendem ou trocam por bitcoins para melhorar seu sustento. Obviamente fazem isso sabendo que é contra as regras dos jogos.
Infelizmente, essa é uma prática em que jogadores que nao fazem parte do mercado negro reclamam, pois afirmam que espalha a inflação dentro dos mundos virtuais. Mas será justo julgar a atitude desses jogadores?
"Nós nunca ganhamos tanto antes", menciona um dos jogadores entrevistados, e o mesmo afirma que fica sete dias por semana no cybercafé para apoiar sua esposa e filho. A maioria dos jogadores que acumulam moedas virtuais, conseguem fazer alguns dólares a mais em seu orçamento e em muitos aspectos estão ganhando muito mais que os trabalhadores assalariados.

Outro entrevistado tentou acumular gold por alguns meses este ano depois de deixar o serviço militar ativo, mas parou de jogar por dinheiro quando seu serviço de internet foi cortaso. Ele diz que era mão de obra servil, mas manteve comida na mesa. "Caçar, matar, clicar, repetir", ele conta como seu paladino persegue e reduz os minotauros, apenas jogando por diversão. "Mas se você me desse uma conexão de 10 megabytes ou um trabalho, eu ficarei em casa com a internet".

 

SAG9I6g.jpg
Imagem: Bloomberg


As velocidades de conexão à internet da Venezuela estão entre as mais lentas do mundo - o país marcou pior do que a Síria, devastada pela guerra, em um ranking de 159 países em 2017. Muitos jogadores preferiam estar online em horários noturnos para evitar o lag. A esposa de um dos entrevistados, alega que estava passando algum tempo no cybercafé e que costumava considerar o jogo noturno do marido um incômodo. Pois quando brigavam, ele dizia que ele deixaria ela antes de deixar o Tibia e ela entendeu que não podia discutir sobre o que ele estava ganhando.

Isso já não é um assunto tão recente, pois em meados de 2007, houve uma tese publicada que foi feita por Stephan Börzsönyi, conhecido também como Stephan Payer, um dos criadores do Tibia e ele menciona a economia dentro do jogo, entre outras coisas...
No capítulo 5, é relatado sobre como isso reflete na vida real e o jogador ao comprar algum item ou gold, está comprando o tempo que o outro jogador investiu. E só há esse tipo de comércio, pois se há procura há produto.
Isso foi falado aproximadamente há 11 anos atrás. E ainda afeta muito nos dias de hoje. Segundo ele, as pessoas envolvidas estão saindo na vantagem, porém, por outro lado, há um impacto sério no jogo e nos jogadores que não participam dessas trocas. A diversão do jogo é reduzida e a atmosfera fica contaminada tornando-se um comércio e lugar de trabalho, virando algo errado moralmente.

O que que a Cipsoft acha de tudo isso? Abordamos a Cipsoft para saber a reação deles. Recebemos uma resposta e a posição oficial deles era o seguinte:

 

“Nossa posição sobre o assunto é que estamos cientes do mercado negro que se desenvolveu. Não aprovamos isso, e também não nos beneficiamos disso. É e continua sendo contra as regras do Tibia divulgar esses tipos de negócios envolvendo dinheiro real. Nossa influência no mercado negro, no entanto, é realmente limitada, porque os negócios ocorrem completamente fora do jogo. Não temos controle sobre isso.

Quanto à Venezuela, esperamos, é claro, que a situação melhorará novamente e em breve!”

 

Um jogo que deveria ser feito para distrair, está se tornando algo sério. Fazendo com que exista guilds dominantes e entrando em assuntos mais distantes e afetam os jogadores de outra maneira.


Levando em mente que é errado se sustentar por coisas ilegais no jogo, e ao sabermos que os jogadores fazem isso por necessidade de sobrevivência, é certo julgá-los por suas atitudes?

 

As informações contidas nesse artigo não são de responsabilidade da Equipe do Portal Tíbia e Tibia Wiki. Tenha em mente que são informações retiradas de sites externos. Não apoiamos qualquer ação que seja contra as regras do Tíbia.com.

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

As many, or the majority knows, Venezuela has been hit with a devastating economic crisis. The country has suffered at the hands of dictator Nicolás Maduro. Worldwide there has been a lot of commotion about this with countless reports on social media. Recently, the website Bloomberg Businessweek published an article about how some young adults have been surviving this crisis...

About Bloomberg


For those that are not familiar with the website, Bloomberg L.P was founded by Michael Bloomberg in 1981, with the help of Thomas Secunda, Duncan Macmillan, and Charles Zegar. Ten years after this, Bloomberg had made more than 10.000 installments of their service called Bloomberg Professional (The Terminal), providing an innovative service for data and analytics of several markets. In the same decade Bloomberg opened their offices on a worldwide scale and launched Bloomberg News. On a regular basis large media outlets, like the New York Times, publish articles from Bloomberg News.

Bloomberg Businessweek is well-known across the globe for publishing about political issues and news from around the globe. If you're interested in learning more about them, their site is available in English.

Captura-de-tela-2018-02-18-19.31.59.png


Let's take a closer look...

According to the news article mentioned, the Venezuelan players are waking up earlier each day, disputing over who can use computers with antique monitors and greasy keyboards. They do this so they can pass hour after hour grinding on video games, to making a living for themselves. If any of them takes too long, others arrive quickly to ask or persist to let them play.

Many of them have degrees. Unfortunately, they are not able to earn the bare minimum needed to put food on the table. In many ways, playing video games has been a much better form of income for them than traditional jobs. But how does this work? The Venezuelan players pass their days playing games like Tibia or RuneScape, farming virtual currency and selling these to other players for real life currency or bitcoins to improve their livelihoods. Obviously, they know this is against the rules of the games. Players that do not benefit from this black market generally frown upon this kind of behavior, complaining that this instigates inflation of the virtual currency in their respective games. Is it ethically right to judge these players from third-world countries for their behavior, though?
“We’ve never made this much before”, says one of the interviewed players, while also confirming that he spends seven days a week at the cybercafé to provide for this wife and child. Most players that farm virtual currency
manage to scrape together a couple of dollars a day but in many aspects are earning much more than salaried workers.

Another interviewee tried to accumulate gold for a couple of months after leaving active military duty, but quit playing for a living when his internet connection destabilized. He says it was menial labor, but it kept food on the table. “Hunt, kill, click, repeat”, he claimed while slaying minotaurs, just for fun. “But if you’d give me a 10-megabyte connection or a job, I’ll stay home with the internet.”

SAG9I6g.jpg

Image: Bloomberg

The internet connection speed in Venezuela scores as one of the slowest in the world – The country scored worse than war-torn Syria, in a ranking of 159 countries in 2017. Many players prefer being online at nocturnal hours to avoid the lag. The wife of an interviewee, confesses that the nocturnal gaming of her husband is a nuisance to her. She used to argue with her husband while he told her he would leave her before leaving Tibia. She claims, however, that she cannot argue with how much he is earning

This has not been an issue created recently. In 2007, a thesis was published by Stephan Börzsönyi, also known as Stephan Payer, one of the founders of Tibia. In his thesis, he mentions the economic system inside the game among other things.
In his thesis, chapter 5 reflects how the economy within the game affects the real world. When players buy an item or gold, they are paying for the time another player invested. It is also stated that this type of market exists because where there is demand there will always be supply.
This was written 11 years ago and to this day holds true. According to Stephan, people involved in the market all profit from it, but there is a serious impact on the game and on the players that do not have a part in the trade. The fun in the game is killed and the atmosphere within it ruined. Changing the game to a marketplace and worksite, while doing something that is morally wrong.

 

But what does Cipsoft think of all this? We approached Cipsoft to see what they thought of the current situation. We received a response in which they deliver their official standing which reads as follows:
“Our standing on the topic is that we are aware of the black market that has developed. We do not approve of this at all, and we also do not profit from it. It is and remains against the Tibia Rules to advertise these kind of real money trades.
Our influence on the black market, however, is really limited, since the trades happen completely outside of the game. We do not have any control over this.
As for Venezuela, we hope, of course, that the situation will improve again soon!"

 

A game that was supposed to be a distraction, is turning into something serious. Creating benefits for the existence of dominating guilds and affecting players in many other ways.
Acknowledging the fact that it’s wrong to make a living from illegal activities in a game, while also acknowledging that there are players that do this out of necessity and for their survival, is it right to judge them for their attitudes?


The information contained in this article is not the responsibility of the team of Portal Tibia and Tibia Wiki. Keep in mind that this is information gathered from external sites. We do not support any violations of the rules stated on Tibia.com.

  • Gostei 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

lei da sobrevivencia! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ou o cara joga pra fazer grana pra comer ou nao joga! ...... so nao axo justo ter promocoes de premmy coins pra eles, se for eu tbm quero.. aki tbm nessa caquinha de orc de pais tb ta dificil sustentar as premys :)

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hmmmm.......

 

Honestly not only venezuelan contribute to it (inflation) it is well know that many players from around the world make money ingame to get profit IRL, you just need to look around for example on facebook where you can find many offers about differents things.... like coins/kk's/item/etc etc etc (lmao).

Edited by Slade
  • Gostei 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não vejo mal se eles etão caçando na mão. Já foi pior quando tinha botters 100% offline. A economia do jogo já foi pro espaço há anos e os itens estão inflados desde 2000 e num sei quando. Se estão farmando para sobrevivência, não tenho nada que reclamar.

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Um jogo que deveria ser feito para distrair, está se tornando algo sério. Fazendo com que exista guilds dominantes e entrando em assuntos mais distantes e afetam os jogadores de outra maneira."

 

Não está se tornando não... Já está assim há bem mais que 10 anos.

 

Eu não apoio nenhum tipo de mercado negro no jogo. Sempre reporto qualquer tipo de propaganda desse tipo de comércio. Hoje em dia, após o fim dos bots, esse tipo de atividade é um dos maiores males que existem no jogo e eu realmente queria ver como ficaria a situação sem isso. E sem World Transfer :v

  • Gostei 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

a tecnologia evoluiu muito, consequentemente os jogos e o mercado também

apesar de ser errado o mercado negro acredito que é algo natural

 

antigamente trocavam as coisas por outras coisas, logo foram trocando pelo sal e azeite e depois por uma moeda

 

é a evolução das coisas

 

apesar do cenário ser triste para nossos vizinhos é a realidade em que vivemos e compartilhamos

 

um unico mundo, chamado terra, comida para "poucos" e internet também...

 

melhor isso do que roubar, não acha?!

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não acho que seja algo exclusivo da Venezuela e não se pode justificar este tipo de "mercado" apenas pela situação econômica de um determinado país/região, pois muitos que não precisam também fazem disso uma pratica rotineira.

 

Artigo muito simplista de uma situação que envolve cenários complexos. Me parece mais uma justificativa: apoiamos atos de power abuse, comercio de contas e personagens etc pois afinal é uma forma dos jogadores garantirem $$$$.

 

O que vem por ai?

Vão dar fansite itens para os jogadores revenderem por $$$ real e assim incentivar e aumentar esta prática, pois afinal as pessoas precisam de uma fonte de renda?

 

Acho que mais uma vez a equipe do Portal Tibia pecou na forma de abordar o tema para seus artigos, apontando uma visão unilateral de um cenário complexo e muito mais amplo.

 

Como disse, ao meu ver a forma como a questão foi apresentada parece uma reafirmação de "Os fins justificam os meios" (Maquiavel) e para mim, o objetivo deste artigo fugiu do escopo de interesse para um fansite sobre Tibia. Haveria outras formas se abordar o assunto ainda mais para o Portal Tibia que sempre foi um fansite sério e comprometido com o Tibia e com matérias feitas com mais pesquisa e procurando mais apresentar os fatos e manter a neutralidade e as discussões relevantes abertas do que dar vereditos e assumir uma postura de defesa de uma prática tão controversa no universo do jogo.

 

Como nos últimos artigos originais oficiais do fansite que acompanhei, aparentemente, não se discute mais pautas focadas em visão global e enriquecidas por experiências diversas que contemplem todos os perfis de jogadores, a pauta relevante parece ser definida apenas por uma necessidade pessoal.

Edited by Gladiadora
  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.